12 de julho de 2011

Metade era assim...



Era uma menina. Era doce, mas conseguia ser chata. Era feliz, mas vivia triste. Era calma, mas sua paciência tinha limites. Era inteligente, mas não compreendia a vida. Era orgulhosa, mas sabia o valor de um perdão. Era perfeccionista, mas exalava humildade. Era morena, mas queria ser loira. Era tímida, mas tinha a fórmula secreta para fazer todos rirem com seu jeito engraçado. Era sensível, mas tentava sempre parecer forte. Era preguiçosa, mais sempre corria atrás de seus objetivos. 

Essa mesma menina tinha um sonho, e no fundo ela sabia que esse sonho jamais poderia ir embora, e a vida que ela levava alimentava a cada dia mais o desejo de realizá-lo e ela tornar-se um ser completo, sem meios-termos, e ela conseguir enfim, ser realmente e completamente feliz.

Joyce Gabriella Barros

Nenhum comentário:

Postar um comentário