10 de outubro de 2012

Guia de profissões: Desenho industrial e Design

O futuro está cada vez mais batendo nas portas dos jovens brasileiros, e comigo não seria diferente. Porém, em relação à mim, não há muitas dúvidas na hora de decidir qual carreira seguir. Meu foco atual é Design, pois tenho o objetivo de participar da criação, da elaboração de um produto assim como novas marcas e novos conceitos. Tudo que é atual me atrai muito. Eu separei as duas profissões que mesmo sendo diferentes, chegam a ser um pouco parecidas. Se elas são o seu foco também, fique ligado!


Desenho Industrial: O profissional da área tem a habilidade de aliar a criatividade à funcionalidade de produtos e programas visuais. Nesse sentido, o curso de Desenho Industrial aproxima-se do curso de Artes, mas também como arquitetura, publicidade e engenharia, ninguém precisa ser desenhista para ingressar no curso. Mas é fundamental que o interessado tenha gosto estético apurado e facilidade para lidar com ferramentas gráficas.

O ensino de Desenho Industrial é dividido em três fases: 

1º Início da graduação, os alunos aprendem conceitos teóricos de design e metodologia.
2º Os semestres seguintes são dedicados à pratica do desenho gráfico e ao conhecimento de softwares que permitem a realização das criações. 
3º A partir da metade do curso, os estudantes passam por cinco disciplinas que incentivam a elaboração de projetos, onde todos devem fazer, no mínimo, um semestre de estágio para cada uma das habilitações.



Design: Os profissionais do curso de design são capacitados para projetar sistemas e produtos de moda, acessórios e vestuário; sistemas de informações visuais, objetos e seus sistemas de uso através da perspectiva de várias disciplinas sendo considerados os usuários e seus contextos sócio-econômico-culturais, bem como as potencialidades e limitações das unidades produtivas em questão.

O perfil desse profissional, portanto, é o designer capaz de produzir soluções projetuais que envolvam sistemas de informações visuais, artísticas, culturais e tecnológicas de forma contextualizada, observando a história, traços culturais e seu desenvolvimento nas comunidades.


Bom gente, espero que tenham gostado de saber um pouco mais sobre essas duas profissões, que na minha opinião, estão super em alta, e com o tempo, só tendem a crescer cada vez mais. 

Um comentário:

  1. Ultimamente tenho pensado bastante em fazer design. AMO criar e a única certeza que tenho nessa vida é que tenho que trabalhar fazendo arte.

    Ótimo post.


    Beijos, Romário.
    www.naomeentendamal.blogspot.com

    ResponderExcluir